(...)
Reticências carregam vários significados... Parênteses interrompem (mas complementam).
Posted on quinta-feira, setembro 18, 2008

Eu não entendo...

By Rafael Oliveira às quinta-feira, setembro 18, 2008

É, percebí que o blog ainda não é grande o suficiente pra começar séries, com participação grande de leitores mandando respostas. Somente três pessoas comentaram sobre o que elas não entendem..
Mas vou continuar tentando! (só mais uma vez...)


Vou colocar aqui as respostas que me mandaram através dos comentários e mais abaixo vou escrever mais sobre o que eu não entendo.

A Manu escreveu o seguinte: Eu não entendo porquê 99,9% dos Stand Ups começam com 'eu não entendo'.
Manú, na verdade não é a grande maioria do pessoal que faz Stand Up que faz o número do "eu não entendo", e os que fazem deixam pro final do show...

A Lídia disse: Eu não entendo desafios
Alguém entendeu??

E finalmente o Marcel (Q pelo) mandou: Eu não entendo a cabeça de uma pessoa que cria músicas para brincandeiras infantis, tais quais: "Aranha, papapapa, caranguejeira,, papapa, que bixa feia...", ou então um "Nescafe com chocolate, formam um suco de tomate, adoleta puxa o rabo do tatu, quem saiu foi tu...";Aonde ele arranja inspiração? Como ele consegue fazer letras tão sem sentido e que conseguem casar com as brincadeiras? Vai dizer que um dia uma dessas mentes, estava tomando seu leitinho quente e assisitindo o domingao do faustao (sim, pois criações do tipo so podem ser regadas de algo dai para baixo) e pensou: -"Mas se de repente juntasse algumas crianças e em unissono gritassem: "Atirei o pau no gato-to, mas o gato-to..."
É aquela coisa né Q pelo...


Eis mais algumas coisinhas que eu realmente não entendo...

Eu não entendo...o zelador do prédio onde eu moro. Todo dia ele bate lá em casa pra pegar o lixo. Quando o entrego ele diz: "Obrigado!" Por que?? O que foi que eu fiz de legal pra ele me agradecer? Ele parece que gosta do lixo da minha casa. Às vezes ele faz uma cara como se fosse comentar alguma coisa. Eu fico pensando que tipo de comentário ele pode soltar. "Opaa, lixinho bom hoje hein? Chei de papel higiênico..do jeito que eu gosto!" Também penso no dia que eu não tiver lixo para entregar. Será que ele vai ficar puto e em vez de me agradecer vai me xingar? Não entendo...

Outra coisa que eu não entendo são as lojas Insinuante. Que conceito de marketing é esse que faz uma loja que vende sofás, camas e computadores levar u
m nome desses? Parece nome de loja de calcinha! O que é que um fogão tem de insinuante? Uma lavadora de roupas... Ah, talvez sejam as camas! Alguém pensou putaria quando soube que lá iria vender camas também e pensou :"Bota Insinuante!" Não entendo...




Now, for the last time, digam vocês também o que não entendem.





6 comentários

Gladson Caldas on 18 de setembro de 2008 22:19  

Já que eu to em falta com os comentários por aqui (é pq tu posta muito e eu não tenho tido tempo, mas pelo menos eu leio. e aliás, eu nem comento pq num tenho o que dizer mesmo. enfim, não vem ao caso), eu vou tentar deslanchar esse lance do "eu não entendo".

Idéias... ???

É... Eu não entendo Junho e Julho. Setembro era pra ser o sete, outubro o oito, novembro o nove e dezembro o dez. Aí a gente força a cabeça pra ligar janeiro, fevereiro e o resto aos seus respectivos 1,2,3... MAs chegou em junho complica, pq o 6 era pra ser agosto, e o 7, setembro. Tenho a impressão que tava tudo certinho, do 1 ao 10, aí chegou Junho e Julho (dois irmãos meio barra pesada) e falaram "pega o beco, vcs tão no meu lugar", aí lá vai o Agosto e Setembro (dois bons moços) de cabeça baixa ir pra outro lugar. E acabou mudando tudo e complicando o calendário.

Eu não entendo também O Brinquedo Assassino. Como é que ele consegue assassinar alguém com aqueles bracinhos e perninhas. A boneca da minha prima, eu não consigo nem deixar ela sentanda que cai pro lado. E outra, como é que ele sangra??? É algum modelo especial de boneco. Tipo "Bebê hemorragia, já vem com sangue pra ele perder e deixar a menina-mamãe louca da vida pedindo ambulância." Se bem que depois do que faz cocozinho, a gente espera tudo né?

Última: Eu não entendo a Flora. Quer dizer que agora ela é do mal??


Ceará on 19 de setembro de 2008 06:09  

Pegando o gancho...

Eu não entendo as pessoas que, quando chateadas, esbravejam em alto e bom tom "PIIIIIIIIIIIIIIIIIII!".

O cara na festa, queria entrar, e eu de porteiro disse: não entra, é particular a festa. O cara mandou eu ir me f_piiiiiiiiiiiii_.

Pô, eu respondi na lata: "Coisa boa! Só mais tarde, quando chegar em casa. E amigo, eu não posso fazer aqui e nem espero que isso tenha sido uma proposta, ok?"

Eu não entendo. Porque ir FUDER é ofensa? Coisa boa, tem coisa melhor? (Chocolate com coca-cola, OPS!)


Manuella on 19 de setembro de 2008 13:54  

Eu não entendo por quê fazer trezentos e cinqüenta filmes do Batman e não colocar o Robin neles.
Se for pela questão de que ele 'sugere homossexualidade', não entendo por quê o Batman ainda usa aquela máscara gay com chifrinhos [que nunca no mundo parecem orelhas de morcego].


Jessika Thaís on 19 de setembro de 2008 15:48  

Eu não entendo, quando entro no ônibus, que por sinal nem está tão lotado assim, e todo mundo fica do lado da porta de desembarque, algumas dessas pessoas nem sequer vão descer logo, aí atrapalham pessoas (como eu), que descem duas paradas depois do terminal. Aff é um saco, e quando vc vai arrastando elas olham com cara feia, nammm. Como diz um amigo meu, são os ferrolhos da porta(alguém aí lembra dos ferrolhos??).


lluiza on 19 de setembro de 2008 17:49  

Em primeiro lugar e vou repetir pela septuagésima vez: O teu (nosso) blog é recente ainda. Os blogs que têm por aí com séries, essas coisas de interatividade são blogs com muito tempo ou autores que já escrevem, já tiveram outro blogs. O teu (nosso) é recente, vai escrevendo aí e a gente comparece. ok?

Mas vamos lá.

Eu não entendo as músicas de forró, axé swingueira e derivados. Não entendo todo mundo gostar tanto do Fabuloso Destino de Amélie Poulain, não entendo onde as pessoas vêem beleza na Angelina Jolie.
Também não entendo as pessoas que falam pegando, será que elas têm medo que as pessoas desapareceram diande delas? Ainda é pior aquelas pessoas que falam batendo, empurrando. Pera ai, né? Tudo tem limite, quando bate doi!
E outra coisa, será que alguém pode me explicar quem faz as chamadas dos filmes da sessão da tarde? "Esse garoto (carro, porco,cachorro, galinha, papaguaio, macaco, velocípedes, trem, avião, etc.) vai viver uma aventura muito louca e vai arranjar muita CONFUSÃO"
Putaquepariu. É sempre a mesma coisa. Não é possivel que nenhum Marinho veja aquilo e ache que as coisas são assim mesmo e não deva tomar uma povidência. Dá um toque em quem escreve essas chamadas é um bem pra todo o país. E dá uma melhoradinha nos filmes também.

:)


Caio MOura on 22 de setembro de 2008 18:53  

Eu não entendo essas emissoras de rádio q tocam '1h hora de sucessos s/ parar' e de vez em qdo param a música pra dizer: "Aqui a música não pára"